Emergir

Autor
Luís Belo
Dimensões
A5 (210x148mm)
N.º de páginas
36
Miolo
Papel creme 120g, impressão P/B
Conteúdo
Fotografia & Poesia
Capa
Papel 320g, impressão a cor
N.º de Exemplares
50 (1.ª edição); 100 (2.º edição)
Ano
2013
ISBN
978-989-20-3561-1
Na Loja

Sobre a Publicação

"Ao longo de um ano fiz do filme de 35mm objecto rotineiro, omnipresente. Fi-lo para que se tornasse parte da minha rotina e do meu universo, mesmo que esse universo fosse pequeno. Ao fim de um ano e centenas de fotografias depois, esta publicação aparece como um desabrochar de imagens que surge da rotina vivida através da minha cidade. Por isso o título: "Emergir".
Trata-se de um retrato de Viseu construído em dois mil e doze, contado pelas tradições, as aldeias, as casas e as pessoas que por mim se cruzaram.
"Emergir", para lá das fotografias, é acompanhada de palavras. Inspirada nas próprias imagens, esta poesia que me saiu dos dedos parecer-me-á tão alheia como a qualquer outro leitor. É minha não sendo. Afinal emergiu também ela por entre milhares de palavras para contar a história que é a sua, em ritmo de sabedoria popular."

Sobre o autor

Luís Belo nasceu em Viseu, 1987. O fascínio pelas artes visuais definiu o seu percurso académico e profissional, sem que, no entanto, se restringisse a uma especialidade. Através das suas ilustrações publicou dois livros infantis, um deles pela Editorial Presença; com fotografia venceu mais de uma dezena de prémios nacionais e expôs outras tantas vezes; o interesse em vídeo resultou em algumas curtas-metragens “A Corda”, “Toda a Serra Tem Sua Bruxa”, também elas distinguidas com vários louros e o seu espírito irrequieto leva-o a envolver em projetos como o Musiquim, a Medíocre – que criou – o Shortcutz Viseu e Festival de Jazz de Viseu onde, para lá do design gráfico, assume um papel na organização.

Poesia Lida

Com leitura de Guilherme Gomes e som de L Filipe dos Santos, este é um pequeno vídeo criado em redor da poesia de "emergir".